O Menino Jesus de Praga

O dia 25


O dia 25 é o dia do Menino Jesus

celebrado em memória do seu santo Nascimento

 

O Evangelista João ao abrir o seu Evangelho faz-nos subir até às origens eternas do Verbo Eterno para, de seguida, nos fazer contemplar a sua existência histórica.

O Evangelista formula assim a assombrosa mensagem: ‘E o Verbo fez-se carne e habitou entre nós’ (1:14).

 

A Incarnação é o mistério dos mistérios. Só a fé pode aceitar o indizível paradoxo de podermos contemplar um Deus homem, um Eterno temporal, um Imenso limitado!

 

O Filho de Deus, ao assumir a humanidade, alcançou o mais profundo empequenecimento, ao fazer-se em tudo semelhante a nós menos no pecado (Actos 4:15).

 

Cristo abraça todas as debilidades e limitações da humanidade e, de entre elas, a mais pequena: a infância! Assim é a desconcertante lógica da Incarnação!

 

Ao longo dos tempos muitos dos maiores homens e mulheres de fé se sentiram apanhados pelo mistério da ternura do Deus-menino.

 

No Carmelo, sempre floresceu esta terna devoção à Santa infância. Recordemos S. João da Cruz bailando com a imagem do menino Jesus; recordemos S. Teresa de Jesus falando com Jesus de Teresa; recordemos S. Teresinha do Menino Jesus atirando flores à sua imagem e fazendo tudo por Lhe agradar...

 

No Santuário do Divino Menino Jesus de Praga celebramos todos os dias 25 uma missa que oferecemos por todos os amigos, benfeitores e devotos do Menino Jesus, vivos e defuntos.

 

A Missa celebra-se às 8h00 (em dia de semana); ou 11h30 (se o dia 25 for Domingo).

 

| |