III Mistério - A Espera

1. Fixemo-nos em Maria

Nas tardes ensolaradas de Nazaré, sentada à sombra de uma bela figueira, a futura mãe, borda e costura o enxoval do bebé, ao som das ferramentas tão bem manuseadas pelo seu dedicado e trabalhador esposo: o carpinteiro José. Ela, como sacrário vivo, adorava em seu ventre o seu filho e seu Senhor!

2. Fixemo-nos em José

A vida de S. José foi verdadeiramente marcada pelas iniciativas de Deus, que não são fáceis de entender. Ele não ficou à espera de explicações, mas, sendo um homem «justo», acreditou em Deus e obedeceu-lhe. É o homem do sim e da obediência. É um exemplo de fé. Sempre solidário com a esposa, acompanha-a na expectação e na preparação do nascimento de Jesus. É o homem do silêncio e da acção.

Que a Senhora do Ó e S. José ajudem os pais a preparar o nascimento dos seus filhos.


Ensinai-nos a anunciar o Deus vivo;
ajudai-nos a dar testemunho de Jesus,
único Salvador;
tornai-nos serviçais com o próximo,
acolhedores com os necessitados,
obreiros de justiça,
construtores dum mundo mais justo;
intercedei por nós
que agimos na história
certos de que o desígnio do Pai
se realizará.
Aurora dum mundo novo,
mostrai-vos Mãe da esperança
e velai por nós!
Velai pela Igreja em todo o mundo
que ela seja transparência do Evangelho;
seja autêntico espaço de comunhão;
viva a sua missão de
anunciar, celebrar e servir
o Evangelho da esperança
para a paz e a alegria de todos.

João Paulo II

 

| 2011-06-04 |

 

| Lista das notícias | |