A minha vida é um Salmo

Como começou de Zeladora?
Em 1993 fui aprender música com a Irmã Teresa, de Penafiel. Foi ela que me falou da devoção ao Menino Jesus.


E foi assim?
Ela deu-me um Mensageiro, eu levei-o e as pessoas começaram a querer ser assinantes. Depois ela levou-me à Lina. Foi ela a minha ligação com o Santuário: trazia-me o que eu precisava. Eu inscrevia as pessoas, dava-lhes uma Coroinha e um livrinho da Novena, ensinava-as a rezar. E era assim…


Só assim?
Bem, eu dizia que não tinha jeito, mas sabe o que me aconteceu?


Não…
Olhe, eu comecei a medo. E tinha razão para ter. As casas eram longe umas das outras. Tinha de correr caminhos acima e abaixo, sem ninguém por perto… Numa das primeiras rondas andava eu a apresentar o Menino Jesus, um cão pastor alemão rebentou o cadeado de raivoso e correu para mim; como não sabia o que fazer eu pedi a intercessão do Menino Jesus de Praga, pois já me via estraçalhada pela boca do animal! Mas sabe uma coisa? Ele aproximou-se de mim furioso, cheirou-me a saca das Coroinhas, sossegou a raiva e sentou-se junto de mim. E eu fiquei ali, parada e a rezar ao Menino, até me virem socorrer, e quem veio nem acreditou no milagre!


A confiança tem muita força.
Muita força!? Nada pode contra a confiança, ninguém pode! Eu confio e rezo! E ando às voltas com o Menino Jesus! Mas não é por este mundo que eu ando, é pelo prémio do Outro! Daqui não quero nada, quero de Deus! Foi pelo Menino Jesus que eu corri tanto, para que Ele fosse mais conhecido e amado! Com confiança tudo se alcança! É tudo por Deus! Só quero a paga Dele!


Que grande lição me dá…
Tudo se pode com a graça do Céu! É preciso confiança! Olhe, o meu dia começa a rezar, não faço nada sem antes rezar. Rezo por mim e pelos outros. Só sei ser assim. Temos de ser bons, é para isso que cá andamos. Se não for assim, para que andamos aqui? Não foi Ele que disse: pedi e recebereis? Quanto mais me honrardes, mais vos favorecerei?


Tem razão.
Vou dizer-lhe uma coisa. Aprendi música e ensaiei durante muitos anos. Como eu gostava de ensaiar o Salmo! Agora não os ensaio, mas canto-os. Ando sempre a cantar, porque me parece que ao cantar os Salmos, não sou eu que os canto, que não são para mim, são para Ele. Para louvor d’Ele! A nossa vida ou é um Salmo para Deus ou vale muito pouco, percebe?


Maria do céu Alves oliveira
(Santa Maria de Sardoura - 80 anos)

 

| 2017-03-31 |

 

| Lista das notícias | |